Leitura: 6 min
As transportadoras não têm de ser o Grinch deste Natal!
Toca a todos, até a gigantes – quem não se lembra do escândalo de atrasos nas entregas da Amazon do ano passado? As épocas festivas como, por exemplo, o Natal, representam os momentos de maior movimentação no setor de transporte de mercadorias. Como é que se deve preparar para estas alturas?
---

Quem não se lembra do escândalo de atrasos nas entregas da Amazon do ano passado? As épocas festivas como, por exemplo, o Natal, representam os momentos de maior movimentação no setor de transporte de mercadorias: a área da logística conhece, aqui, uma grande afluência, pelo que a preparação e o planeamento para satisfazer as necessidades dos consumidores são realizados antecipadamente. Enquanto cliente, como é que se deve preparar para estas alturas?

O início do fim: Black Friday

Os hábitos de consumo têm vindo a alterar-se substancialmente, sendo que a larga maioria dos atos de compra passa, atualmente, por plataformas de comércio online. Tal significa que o sucesso da relação entre comerciante e consumidor está dependente da capacidade de resposta das empresas que efetuam o transporte das encomendas.

Esta tendência do mercado obrigou, e obriga, o setor da logística a reinventar-se e a definir estratégias que passam pela integração do uso da tecnologia, de maneira a corresponder às expectativas da procura.

Os picos da procura iniciam-se na última quinzena de novembro, na chamada Black Friday, originária dos Estados Unidos da América e prática que já se alastrou um pouco por todo o globo – neste dia, os comerciantes abrem as portas com promoções nos mais diversos produtos, aliciando a compra por todos os interessados. Esta lógica de consumo continua até pouco depois de terminar a época natalícia, gerando, assim, o período de maior congestionamento no setor do transporte de mercadorias.

Da Black Friday até ao Natal

Como consequência do que foi mencionado acima, a disponibilidade das empresas de transporte nem sempre é coincidente com as necessidades de escoamento das grandes lojas. Os recursos para a realização destes serviços revelam-se, muitas vezes, insuficientes e incapazes de se adaptar às flutuações do mercado.

Entre as diferentes dificuldades que se fazem sentir neste período, há determinadas situações que quebram a confiabilidade do consumidor perante a compra de um produto e a contratação de um serviço de transporte para a sua entrega.     Contando com a acumulação de pedidos comum a esta altura, verifica-se um aumento dos custos nas operações internas das empresas de logística que, por sua vez, pode traduzir-se na inflação do preço do transporte da encomenda. Por um lado, esta realidade garante um maior controlo das transações diárias por parte das transportadoras, no entanto, e por outro lado, pode afastar o consumidor final, que opta por uma via mais acessível.

Outra complicação derivada da elevada procura são os atrasos na entrega das mercadorias. Com o crescimento abrupto dos pedidos de transporte, a responsividade das empresas é limitada aos recursos existentes e a constrangimentos externos, como as condições climatéricas, que nem sempre se mostram favoráveis neste período, desafiando o cumprimento dos tempos de trânsito definidos.

Como evitar atrasos na entrega das prendas de Natal

Clientes-empresa

Enquanto cliente detentor de um negócio, a contratação de um serviço deve ser pensada antecipadamente, tendo em conta o volume de encomendas e as caraterísticas do transporte.

  • Mais vale prevenir que remediar

O reconhecimento prévio da afluência dos consumidores é essencial para evitar que a mercadoria chegue demasiado tarde ao destino. Para tal, a estratégia de logística deve estar bem definida antes de começar a correria, de maneira a garantir os prazos e a antecipar eventuais problemas.

  • A comunicação é a alma do negócio

O sucesso destes serviços parte da comunicação entre comerciante, transportador e consumidor. A relação entre os primeiros deve ser estabelecida de acordo com as expectativas do negócio naquela altura do ano, sendo que a comunicação regular entre os dois é fundamental para a satisfação do cliente final.

Clientes particulares

Com caraterísticas distintas do anterior, o cliente particular também tem a possibilidade de preparar de antemão um serviço de transporte e de atenuar as dificuldades já referidas.         

  • Se não tiver a certeza, pesquise na mesma

Neste caso, o volume de mercadorias revela-se menor e menos previsível. No entanto, se tiver em vista o envio de presentes durante esta época, aconselha-se que verifique os preços e os tempos de trânsito de diferentes transportadoras atempadamente, garantindo, assim, várias opções caso deseje realizar um transporte.

  • Esteja sempre a par dos termos do serviço

Em concordância, é muito importante que, enquanto consumidor, esteja informado das condições do serviço contratado, procurando conhecer os prazos de entrega e os possíveis obstáculos associados a este período. 

A tecnologia do lado do consumidor

A tendência do mercado dos transportes é a sua associação ao espaço tecnológico: as opções e a competitividade nesta área são cada vez maiores, melhorando a relação qualidade-preço de um serviço de transporte.

As plataformas existentes no mundo online, como a MUB cargo, permitem comparar preços para o envio de mercadorias, de uma forma rápida e justa. A partir da sua utilização, o cliente tem a possibilidade de visualizar diferentes orçamentos para o transporte pedido e os detalhes do mesmo, podendo finalizar a contratação de uma transportadora através da mesma.

dicas de transporte
serviço de transporte
envios no natal
Aproveite e simule já!
Mais de 400 transportadoras verificadas. Soluções para todo o tipo de mercadorias.
PESQUISAR
PESQUISE UMA TAG
COMPARE, ESCOLHA E ENVIE
Mais de 400 transportadoras verificadas. Soluções para todo o tipo de mercadorias.